Patty Jenkins afirma que deixou direção de Thor 2 por não acreditar que o roteiro resultaria em um bom filme

Em entrevista à Vanity Fair (via IndieWire), a diretora de “Mulher-Maravilha”, Patty Jenkins, revelou que deixou a direção de “Thor: O Mundo Sombrio”, de 2013, por não acreditar que o roteiro resultaria em um bom filme.

“Eu não acreditava que poderia fazer um bom filme com o roteiro que eles planejavam fazer. Acho que teria sido de grande impacto, teria sido minha culpa. Pareceria: ‘Oh meu Deus, essa mulher dirigiu e errou em todas essas coisas”, afirmou Jenkins.

Ainda na mesma entrevista, a cineasta justificou sua decisão por acreditar que o fracasso do longa podia acarretar em consequências negativas não somente para ela, mas também para diversas outras mulheres à frente da direção.

“[‘Thor’] foi a única vez na minha carreira em que eu realmente senti: ‘Faça isso com outro diretor e não será grande coisa. E talvez eles entendam e amem mais do que eu’. Você não pode fazer filmes em que não acredita. O único motivo para isso seria provar às pessoas que eu poderia. Mas não teria provado nada se eu não tivesse sucesso. Eu não acho que teria outra chance. E assim, sou super grata”, concluiu.

O diretor Alan Taylor (“O Exterminador do Futuro: Gênesis”) substituiu Jenkins na direção de “Thor: O Mundo Sombrio”. Apesar de ter arrecado cerca de US$ 644 milhões mundialmente, o longa é considerado pela crítica como um dos piores filmes do MCU, tendo recebido um enxurrada de notas negativas.

Após o sucesso de “Mulher-Maravilha”, cujo faturamento é estimado em mais de US$ 821 milhões, Patty Jenkins tornou-se uma das diretoras mais bem sucedida de Hollywood, abrindo portas para outros filmes de heroínas, e garantindo a sequência “Mulher-Maravilha 1984”, prevista para estrear em 13 de agosto deste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *