A mostra Imagens da Turquia – O cinema de Nuri Bilge Ceylon, que acontece na Caixa Cultural Rio de Janeiro, de 7 a 12 de março, apresenta uma retrospectiva do premiado cineasta turco, com a exibição, na íntegra, de toda a obra de um dos diretores mais aclamados da atualidade, mas ainda pouco conhecido no Brasil. A programação inclui os sete longas-metragens da carreira de Ceylon, a maioria inédita no circuito nacional, além de um curta-metragem. Cada filme será exibido em duas sessões diferentes.

Ceylan estreou seu primeiro trabalho, Cocoon, no Festival de Cannes de 1995, e desde então tem agradado à crítica especializada. Apesar de não ter uma filmografia muito extensa, todos os seus filmes foram exibidos em grandes festivais internacionais, como Berlim ou Cannes, e saíram de lá premiados. Um exemplo mais recente é o longa Sono de Inverno (Winter Sleep), premiado com a Palma de Ouro no Festival de Cannes, em 2014. Entre outros destaques da mostra, estão Climas (Climates), premiado com o Fipresci em 2006, e Três Macacos (Three Monkeys), pelo qual ganhou o prêmio de melhor diretor, em 2008, em Cannes.

Ao remeter a diretores consagrados como Ingmar Bergman, do qual Ceylan se revela fã, Yasujiro Ozu e Robert Bresson, o diretor turco cria obras densas e cheias de personalidade, onde os personagens são homens e mulheres comuns, repletos de conflitos. Tais nuances encurtam a distância entre as culturas turca e brasileira e fazem com que qualquer pessoa se identifique com seus filmes, se projetando na tela.

A programação inclui, ainda, a distribuição de um catálogo contendo dados biográficos, textos, fotos e entrevistas com o homenageado, além de um debate com o curador da mostra, Julio Constantini. O bate-papo será realizado no dia 10 de março, às 19h, e contará com a presença de críticos e cineastas convidados. A entrada é franca.

A programação completa da mostra está disponível em www.caixacultural.gov.br.

 

Mostra Imagens da Turquia – O cinema de Nuri Bilge Ceylan
Data:
de 7 a 12 de março
Local: Caixa Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2 – Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca) – (21) 3980-3815
Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes Caixa pagam meia.
Lotação: 81 lugares (mais 3 para cadeirantes)
Acesso para pessoas com deficiência

A ANCINE – Agência Nacional do Cinema tem presença confirmada na 7ª edição do RioContentMarket, maior encontro de negócios da América Latina, que acontece entre os dias 8 e 10 de março, no Hotel Windsor da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O evento, realizado pela Brasil Independente Audiovisual (BRAVI), reúne profissionais do audiovisual do mundo todo e é palco de negociações entre players do mercado e produtoras independentes.

No primeiro dia de evento, o diretor-presidente da ANCINE, Manoel Rangel, estará à frente da palestra “Ancine Apresenta”, em que fará um balanço dos 15 anos de atuação da Agência e um panorama com as perspectivas futuras e os desafios no audiovisual brasileiro. A palestra será às 17h30, na sala 1.

Este ano, a ANCINE estará presente também em uma série de palestras, no formato de “Perguntas e Respostas”, para apresentar e tirar dúvidas de chamadas públicas que utilizam recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). Os encontros acontecem sempre na sala 5A do Hotel e têm duração de 40 minutos cada (sendo 20 minutos para apresentação da ANCINE e 20 para as perguntas dos presentes).

No dia 8, pela manhã, os servidores da ANCINE, Angélica Coutinho e Ricardo Cardoso, iniciam a série de encontros em três sessões distintas. Na primeira, às 10h15, será apresentada as chamadas públicas voltadas para produção e programação para TV (PRODAV 01 e PRODAV 02). Em seguida, os palestrantes apresentam o PRODAV 05, destinado ao desenvolvimento de projetos de obras audiovisuais seriadas e não seriadas de longa-metragem e, na sequência, falam sobre PRODAVs 03 e 13 (as chamadas públicas destinadas, respectivamente, a formação e renovação de núcleos criativos para o desenvolvimento de carteira de projetos audiovisuais).

No dia 9, às 10h15, o Coordenador de Acompanhamento de Projetos, Alexandre Muniz, e o Coordenador de Análise de Direitos, Leandro Mendes, respondem a questões sobre a conciliação do uso de recursos do FSA com recursos captados por fomento indireto federal.

Em seguida, às 11h15, Alexandre Gianni, Coordenador de Suporte Automático, e Gustavo Rolla, especialista em regulação, respondem a questões sobre PRODAV 06 e PRODAV 07, que destinam recursos do FSA a produtoras brasileiras independentes de acordo com o desempenho comercial e artístico de obras audiovisuais brasileiras.

O servidor Gustavo Ciarelli encerra o segundo dia de palestras, às 12h15, respondendo às perguntas sobre contratação das empresas com o agente financeiro do FSA e as obrigações dela decorrentes.

A nova chamada pública, PRODAV 14, que financia a produção de jogos eletrônicos, será discutida no último dia de evento, às 10h15, com a apresentação do Secretário de Políticas de Financiamento, Paulo Alcoforado, e a servidora Deborah Yscava.

Em seguida, às 11h15, a chamada pública destinada a coprodução de longas-metragens com países da América Latina será apresentada pela coordenadora de programas internacionais de cooperação e intercâmbio da Agência, Carina Coelho.

Encerrando a participação da ANCINE no evento, o Secretário de Políticas de Financiamento, Paulo Alcoforado, e a especialista em regulação Renata Pelizon, respondem a questões sobre a linha de Arranjos Financeiros Estaduais e Regionais, que financia, com recursos do Fundo, projetos audiovisuais independentes selecionados em editais promovidos por órgãos e entidades da administração pública. A palestra acontece das 12h15 às 13h.

Em nova participação no RioContentMarket (RCM), o Sistema FIRJAN leva qualificação técnica e profissional para a indústria audiovisual. Além disso, em parceria com o Sindicato da Indústria Audiovisual (Sicav), terá um espaço exclusivo de convivência para encontros e reuniões de negócios entre os produtores associados e os players do mercado presentes ao evento, de 8 a 10 de março, na Barra da Tijuca. Pelo local, passarão delegações de países da América Latina e representantes de distribuidoras nacionais e internacionais, empresas de streaming e de TV a cabo.

Um dos destaques é a palestra “Novas Tecnologias da Imagem”, apresentada pelo analista técnico setorial da FIRJAN, André Scucato. Ele fala sobre possibilidades estéticas e técnicas do processamento das imagens nos formatos HDR, RAW e Light Field. No dia 9, às 15h30, na sala 5A.

Em seguida, na mesma sala, o coordenador de Educação Profissional do SENAI Rio, Fernando Rezende, apresenta os cursos profissionalizantes para o audiovisual oferecidos pelo SENAI Laranjeiras, Zona Sul do Rio, tais como colorimetria de vídeo, operador de áudio e de câmera, pós-produção after effects, entre outros. Além disso, o Sistema FIRJAN estará com inscrições abertas para o curso de Gestão Executiva para o Setor Audiovisual, ofertado pelo Instituto Evaldo Lodi (IEL).

Com 96 horas-aula, o curso tem o objetivo de capacitar líderes de produtoras, desenvolvendo conhecimentos e habilidades gerenciais necessárias às diretrizes de crescimento das empresas e do setor. As disciplinas abordadas são Plano de Negócios e Projeto Aplicado ao setor de Audiovisual, Estratégia e Inovação, Contabilidade e Custos Gerenciais Aplicados a PMEs, Marketing Digital, Operações e Cadeias de Valor, Gestão de Pessoas e Economia Industrial. As aulas ocorrerão duas vezes por semana de 18 de abril a 18 de julho.

Foi entregue, no último sábado, em Los Angeles, os prêmios do Independent Spirit Awards, o Oscar do cinema independente. E pela primeira vez, na história da premiação, um brasileiro recebe é premiado. A produtora brasileira RT Features, de Rodrigo Teixeira (à direita, na foto), ganhou o prêmio de Melhor Filme de Estreia e Melhor Roteiro de Estreia com o longa “A Bruxa”, em parceria com a Parts and Labor.

Dirigido pelo norte-americano, Robert Eggers, a produção aclamada pela crítica e a segunda maior bilheteria independente dos EUA de 2016, fez quase um milhão de espectadores no Brasil e recebeu o prêmio de Melhor Direção no Festival de Sundance, em 2015.

Além de “A Bruxa”, outro filme produzido pela RT Features foi indicado ao prêmio de Melhor Roteiro, “Little Men”, escrito pelo também brasileiro Mauricio Zacharias.

Adaptação para a TV do romance homônimo de Carlos Herculano Lopes, lançado em 2011, a série de ficção “Poltrona 27”, que estreia no Canal Brasil, no dia 6, às 21h, recria as histórias ouvidas pelo escritor Francisco (Tuca Andrada) durante suas viagens pelas estradas de Minas Gerais.

A atração de seis episódios de 25 minutos cada é dirigida e roteirizada por Paulo Thiago e utiliza a dramaturgia e elenco variado para ilustrar os causos que passageiros sentados na poltrona 27 contam a Francisco. Os relatos envolvem questões sobrenaturais, acontecimentos familiares e problemas do passado.

Na estreia, em “O Diamante da Noite”, o escritor se depara com Oscar (Jefferson da Fonseca), garimpeiro que lhe conta dois casos: a de Salvador (Eraldo Fontiny), um garimpeiro que morre e ressuscita, causando espanto em sua cidade, e a de Dioclones (Camilo Lelis), homem que encontra a morte em forma de gente.

As gravações aconteceram entre novembro e dezembro de 2015, nos municípios mineiros de Jaboticatubas, São José da Serra, Taquaraçu de Minas, Santa Luzia e Sabara.