Em um balanço geral, a quantidade de episódios continua a ser a problemática de ‘The Walking Dead‘.

E depois de uma temporada com quatro a oito episódios de pura “enrolação”, a audiência correspondeu a baixa qualidade e aí, os números foram ladeira a baixo.

Para você ter ideia, o season finale da sétima temporada foi o menor em cinco anos.

Só fica a frente da primeira e da segunda temporada, quando o TV Show ainda estava conquistando público, respectivamente, com 5.97 milhões e 8.99 milhões.

A partir daí, ‘The Walking Dead‘ foi atingido seu ápice ano após ano, com 12 milhões de pessoas na terceira, 15.68 milhões na quarta, 15.78 milhões na quinta e 14.19 milhões na sexta temporada.

Uma ótima solução seria diminuir consideravelmente a quantidade de episódios para que a história ficasse mais forte e concentrada, assim como era nos primeiros anos.

O Erro da Sétima Temporada de ‘The Walking Dead’

“Os próximos episódios de The Walking Dead são os melhores que já li”, diz produtor 

Produtor confirma planos para ‘The Walking Dead – O Filme’ 

Baseada na história em quadrinhos escrita por Robert Kirkman, ‘The Walking Dead‘ se transformou através de suas temporadas no maior sucesso mundial quando se trata de séries. A história, situada logo após um apocalipse zumbi, gira em torno de um grupo de sobreviventes liderados pelo policial Rick Grimes (Andrew Lincoln), que vai em busca de um lugar seguro para viver. Neste cenário, os conflitos pessoais dos sobreviventes representam um perigo tão maior do que o que os rodeia, que alguns estão dispostos a fazer o que for necessário para sobreviver.

 





Assista nossa crítica de A Vigilante do Amanhã:

» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

Lançado em 1999, ‘No Fundo do Mar‘ é um dos filmes mais cultos quando o assunto é tubarões no cinema.

Uma sequência até que chegou a ser desenvolvida em meados de 2009, conforme revelado pelo diretor Renny Harlin.

E em conversa com Birth Movies Death, o cineasta disse que a sua ideia para a produção era trazer tubarões armados. A ideia basicamente era um ‘Sharknado’, série de filmes trash produzido pelo canal americano Syfy.

O cineasta disse ainda que sua grande inspiração seria ‘Predador‘, sobretudo, na forma de “trancar” o novo grupo de pesquisadores dentro de um navio naufragado repleto de tubarões.

“Minha intenção era trazer esses tubarões com mutações violentas, eles viriam com armas, metralhadoras.”

Bem, pelo menos até então, tudo ainda vai continuar no papel, já que a Warner sequer imagina fazer uma sequência.

Assista nossa crítica de A Vigilante do Amanhã:

» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

A Fox Film do Brasil liberou o primeiro e mega divertido trailer DUBLADO de ‘O Touro Ferdinando‘, o mais novo filme do brasileiro Carlos Saldanha.

A história, inclusive, é inspirada numa série literária de mesmo nome e voltada para o público infantil.

A estreia no Brasil ainda não foi definida.

Entre as vozes que montam o elenco, estão: John Cena, Daveed Diggs, Gabriel Iglesias, Bobby Cannavale, David Tennant, Flula Borg, Sally Phillips, Boris Kodjoe, Jerrod Carmichael, Raúl Esparza, Karla Martínez e Miguel Ángel Silvestre.

Assista:


Assista nossa crítica de A Vigilante do Amanhã:

» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

A Warner Bros., responsável pela franquia de sucesso ‘Invocação do Mal’, está enfrentando um processo quase bilionário por infringir direitos autorais.

A acusação partiu do autor Gerard Brittle, que em 1980 publicou ‘The Demonologist: The Extraordinary Career of Ed and Lorraine Warren’, livro que traz as histórias dos investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren.

Segundo Brittle, ele não apenas possui um contrato de exclusividade com Lorraine Warren, como os produtores também usaram seu material sem qualquer autorização. A franquia de ‘Invocação do Mal’ está sendo processada por um montante de US$ 900 milhões em danos.

Em um documento de 355 páginas entregue à corte federal do estado da Virgínia, Gerard Brittle entra com uma ação contra os estúdios da Warner Bros. e da New Line Productions, além do diretor James Wan, entre outros envolvidos com a suposta infração.

De acordo com o autor, ‘Invocação do Mal’, ‘Invocação do Mal 2’ e ‘Annabelle’ infringiram os direitos exclusivos para criar materiais derivados baseados nos casos dos Warren. Diz ele que em um acordo para seu livro, firmado em 1978, o casal concordou com uma cláusula de não “competição de trabalho”, que ainda está em vigor.

Respaldado por isso, Brittle afirma que os Warren não tem autorização para fazer ou contratar nenhum trabalho baseado no “mesmo assunto” que ‘The Demonologist’, especificamente em “suas vidas e experiências como investigadores paranormais”.

Segundo o advogado de Brittle, Patrick C Henry II:

“Quando Lorraine Warren garantiu aos réus o direito de usar os arquivos dos casos Warren, o que eles repetidamente alegam ser o material no qual seus filmes são baseados, ela não poderia ter feito isso, porque há anos ela tinha garantido contratualmente o direito exclusivo para usar estes mesmos casos e materiais relacionados ao demandante. Lorraine Warren não tinha nada que pudesse ser transmitido”.

O escritor de ‘The Demonologist’ também afirma que no instante que os produtores estivessem fazendo pesquisas para a construção de seus filmes, para que os projetos pudessem seguir adiante, seria necessário permissão e suporte legal dele na produção.

Para o advogado, é inadmissível a falta de responsabilidade adotada pela Warner na hora de dar o sinal verde para o filme:

“É muito difícil de acreditar que um conglomerado tão grande como a Warner Brothers, com seu exército de advogados especializados em acordos de direitos de propriedade intelectual, não teriam encontrado o livro ‘The Demonologist’, documentos ligados a ele ou até mesmo Brittle. A única conclusão lógica é que os réus sabiam sobre esses acordos e os ignoraram pensando que jamais seriam pegos’.

Além de exigir o valor de US$ 900 milhões, Gerard Brittle, alegando que os réus lucraram absurdamente em cima de um material original exclusivo, ele também pede um mandato para impedir o lançamento de ‘Annabelle 2’, a fim de evitar que futuros filmes conectados com o casal Warren sejam feitos.

Outro argumento que valida as alegações de Brittle é um tweet postado pelo cineasta James Wan em 2011, elogiando o livro ‘The Demonologist’. Na ocasião, que aconteceu antes de ‘Invocação do Mal’ ter sido escrito, ele falou: “Eu assisto/leio muitas histórias assustadoras. Mas f-, THE DEMONOLOGIST, fatos reais de Ed Lorraine Warren, é o livro mais assustador que eu já li”.

 

 

Assista nossa crítica de A Vigilante do Amanhã:

» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

Em entrevista ao site The Hollywood Reporter, a atriz Sigourney Weaver (“Alien: O Oitavo Passageiro”) afirmou que a sequência de “Avatar” vai começar neste outono nos Estados Unidos.

“Estamos começando a treinar, e estamos começando a – hmm, provavelmente não posso dizer mais nada. Vamos começar a filmar nesse outuno” – disse a atriz no evento de exibição do filme “The Assignment”.

James Cameron (“Titanic”) já afirmou que os roteiros de todos os quatro da franquia estão concluídos, e que os atores Sam Worthington (“Fúria de Titãs”) e Zoe Saldana (“Guardiões da Galáxia”) também estão confirmados para retornar ao lado de Weaver. No entanto, o diretor também já confirmou que o segundo filme não estaria pronto para ser lançado ainda em 2018.

Recentemente o ator Sam Worthington disse que a continuação deve se passar oitos anos após o primeiro longa.

“Avatar 2” tinha previsão de lançamento para 21 de dezembro de 2018, mas não se sabe a nova data de estreia.