Mulher-Maravilha | Filme é oficialmente banido no Líbano

Infelizmente, o longa solo da “Mulher-Maravilha” foi oficialmente banido nos cinemas do Líbano, é o que informa uma rede de cinemas do país.

A proibição foi confirmada cerca de duas horas antes do lançamento do filme nos cinemas do país. Apesar da ação, cartazes de divulgação do filme ainda podem ser vistos nas ruas de Beirute.

No Líbano, há uma lei de boicote a produtos israelenses. Além disso, cidadãos libaneses são proibidos de visitar Israel ou manter contato com israelenses. Os dois países estão oficialmente em guerra. Há nas redes sociais do Líbano uma intensa campanha a favor do veto ao filme. A atriz Gal Gadot é israelense, e inclusive serviu no exército de Israel e já participou de ações contra o Hamas.

Em “Mulher Maravilha”, treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince (Gal Gadot) nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor (Chris Pine) se acidenta e cai numa praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra.

O longa é dirigido por Patty Jenkins (“Monster – Desejo Assassino”) e estreia nesta quinta, 1 de junho de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *