Mulher-Maravilha 1984 pode ser adiado para o fim de 2020 fazendo que com Duna vá para 2021

Logo depois do lançamento do primeiro trailer de “Duna”, o Deadline publicou uma notícia que pode indicar uma grande mudança para o filme de Denis Villeneuve. Segundo fontes do site, a Warner estaria interessada em mudar novamente a data de estreia de “Mulher-Maravilha 1984”, que atualmente está em outubro, e iria para novembro ou até dezembro. Isso faria com que “Duna”, que está programado para 18 de dezembro mundialmente, vá para 2021.

A Warner ainda não confirmou a informação, e o estúdio tem evitado colocar em seus trailers a data de estreia do filme, deixando “apenas nos cinemas” como mensagem final. A empresa está atualmente lidando com a exibição do blockbuster de Christopher Nolan, “Tenet”, que já está sendo exibido em mais de 40 mercados internacionais desde 26 de agosto, mas ainda tem muito tempo de vida, principalmente porque acaba de estrear nos Estados Unidos, e os principais circuitos do país ainda estão fechados.

A Warner teria interesse em aguardar a reabertura dos cinemas de Los Angeles e Nova York, que devem voltar à ativa até outubro, para dar à “Tenet” chance de arrecadar mais em bilheteria, e só então lançar “Mulher-Maravilha 1984”. No entanto, há outro problema. Com a mudança, o filme da heroína da DC estaria em direta competição com a heroína da Marvel, já que “Viúva Negra” tem atual data de estreia mundial marcada para 6 de novembro. Não só isso, o longa estaria muito próximo de “007 – Sem Tempo Para Morrer”, que estreia em 20 de novembro. “Soul”, a nova animação da Pixar, também tem estreia marcada para dezembro, e especula-se que a produção, assim como “Mulan”, também será lançado no Disney Plus. A Disney ainda não anunciou como ficará a situação da animação, que terá sua primeiro exibição no Festival de Cinema de Londres, em outubro.

Com muitos elementos a serem considerados, a Warner então espera para ver se a Disney irá adiar “Viúva Negra” novamente, ao mesmo tempo que busca uma nova data de estreia em 2021 para “Duna”, para que só então “Mulher-Maravilha 1984” possa tomar seu lugar. O risco para “Duna” também é enorme, visto que o calendário do próximo ano já está lotado de estreias e o filme de Villeneuve precisa de espaço se o estúdio quiser recuperar o investimento e ter algum tipo de lucro. É certo dizer que a nova adaptação do livro de Frank Herbert não tem maior apelo ao público geral do que os blockbusters convencionais, e assim a Warner tem de dar toda a chance possível para que “Duna” possa ser um sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *