Guardiões da Galáxia Vol. 3 | Rumor aponta que Marvel estaria tentando convencer a Disney a trazer James Gunn de volta

O site Deadline trouxe informações que atualizam o caso envolvendo James Gunn (“Guardiões da Galáxia Vol. 2”) e Disney. O diretor foi demitido do futuro “Guardiões da Galáxia Vol. 3” em 20 de julho, após uma série de tweets antigos de Gunn, com comentários sobre pedofilia e estupro, virem à tona. Agora, os novos rumores apontam que a Marvel Studios estaria tentando convencer a Disney a reavaliar o caso e trazer o diretor de volta ao Universo Cinematográfico da Marvel.

Essa especulação parece ser uma resposta nos bastidores da empresa aos recentes acontecimentos envolvendo o caso. Dez dias após a demissão de Gunn, o elenco de “Guardiões da Galáxia” publicou uma carta se manifestando abertamente contra a atitude da Disney para com a situação, o que teria reascendido a discussão entre a Marvel e a Disney. Esse clima de instabilidade interno pode ser o que provocou o começo de conversas a respeito de trazer de volta o diretor para o terceiro filme da franquia.

A decisão, embora pareça a mais favorável em termos comerciais e criativos para a franquia, não iria de encontro com a posição inicial da Disney a respeito do caso. Toda a situação ainda soma-se à manifestação de outros estúdios interessados em James Gunn, incluindo a Warner Bros. Isso se somaria a já confusa situação de conflito entre elenco e executivos, criando brechas para que Kevin Feige (presidente da Marvel Studios) faça mais uma tentativa de reaproximação. Como não houve nenhuma confirmação oficial sobre essas supostas conversas, tais informações devem ser consideradas apenas como um rumor até o momento.

O desligamento de Gunn da Disney ainda passa por um processo jurídico entre as partes, dado que o cineasta havia assinado para, além de dirigir, roteirizar “Guardiões 3″, o que é um detalhe fundamental na resolução da quebra de contrato. Isto porque o diretor chegou a finalizar o roteiro do filme, cabendo à Disney decidir por utilizar ou não o material escrito por ele, e embora fontes declarem que o estúdio esteja planejando usá-lo, nada foi concretizado. Pelo lado monetário, representantes estimam que Gunn possa vir a receber entre US$7 e US$10 milhões, ou um valor exponencialmente maior, estando ele, desta forma, livre para assumir outro projeto.

Desde a demissão do diretor, diferentes correntes dos fãs da franquia já se manifestaram na internet. Uns demonstram o desejo de ver o seu retorno – como em um abaixo-assinado, que já conta com milhares de assinaturas -, enquanto outra parcela espera que um novo nome assuma a franquia, como, por exemplo, o diretor Taika Waititi (Thor: Ragnarok”).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *