China terá reexibições dos quatro filmes dos Vingadores e Avatar nos cinemas já abertos

Primeiro país afetado pelo novo coronavírus (COVID-19), a China planeja retomar aos poucos sua rotina à medida que os casos locais de contaminação retrocedem. De acordo com o THR, até o momento estima-se que foram abertas entre 600 a 700 salas de cinema no país. Entretanto, com o público ainda se mantendo longe das reprises disponíveis para exibição, o China Film Group, distribuidor estatal chinês, pretende atrair um número maior de espectadores reexibindo grandes sucessos estrangeiros.

Os novos esforços da China incluem as reexibições de todos os quatro filmes da franquia “Vingadores”, além de “Avatar” de James Cameron, e “A Origem” e “Interestelar”, ambos de Christopher Nolan. Se somadas, as bilheterias dos filmes do super grupo da Marvel arrecadaram cerca de US$ 1,3 bilhões somente na China. Já o blockbuster “Avatar” faturou US$ 202 milhões em 2009. “A Origem”, por sua vez, arrecadou US$ 68,5 milhões em 2010 e “Interestelar” angariou US$ 122 milhões em 2015.

Ainda como parte da medida, as produtoras e distribuidoras chinesas concordaram mutuamente em abrir mão da habitual comissão de 43% sob o total das vendas dos ingressos de cinema, em uma espécie de “esforço de caridade” que visa apoiar os parceiros de exibição financeiramente prejudicados com o período de quarentena. Os estúdios hollywoodianos, por outro lado, aceitaram diminuir a arrecadação que em períodos normais costuma variar entre 40% a 50% para 25% do valor total da bilheteria.

A atual tendência de retorno as atividades na China continental contrasta fortemente com a situação dos EUA e do Brasil, que recentemente tiveram cinemas fechados e não contaram com uma estreia num fim de semana pela primeira vez na história, em função do cancelamento de estreias previstas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *