Foram abertas as inscrições para o Prêmio Adicional de Renda – PAR 2015, na modalidade Exibição. O objetivo do PAR 2015 é garantir que grupos e empresas exibidoras cinematográficas nacionais de pequeno e médio porte consigam viabilizar a modernização dos seus sistemas de projeção e sonorização para a tecnologia digital, de sistemas de automação de bilheteria e de acessibilidade.

A iniciativa da ANCINE visa principalmente atender aos pequenos exibidores brasileiros, que têm maior dificuldade para conseguir financiamento e fazer a atualização tecnológica de suas salas.

Podem concorrer ao PAR 2015, as empresas com complexos de exibição de até duas salas, que tenham cumprido a cota de tela do ano de 2014. Os complexos inscritos deverão pertencer a grupo econômico com um máximo de 20 salas na data de publicação do edital. As inscrições ficam abertas até o dia 27 de agosto e os interessados devem enviar a ficha de inscrição em envelope lacrado e assinado pelos representantes legais da empresa para o endereço indicado no edital.

Para a concessão do prêmio, serão considerados dois fatores: o número de dias de exibição de obras cinematográficas de longa-metragem brasileiras com lançamento comercial, no segmento de salas de exibição, posterior a 1º de julho de 2013; e a diversidade de longas-metragens brasileiros exibidos.

Clique aqui para acessar o edital e seus anexos.

A Secretaria Municipal de Cultura, Esportes e Turismo (SMCET) de Cuiabá (MT), abriu inscrições para o Edital PROCINE 01 Cuiabá 2015 – Programa de Fomento à Produção de Conteúdo Audiovisual de Cuiabá – Concurso nº 001/2015, lançado em parceria com o Programa Brasil de Todas as Telas. O edital contemplará nove projetos com um total de R$ 1 milhão em recursos, sendo R$ 340 mil do orçamento da Prefeitura de Cuiabá e R$ 660 mil em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), na modalidade Investimento em Projeto.

Serão contemplados um projeto de telefilme de ficção (de 50 a 120 minutos) no valor de R$ 330 mil; dois projetos de documentário para TV (com duração de 52 minutos), no valor de R$ 115 mil cada; dois projetos de média ou curta-metragem documentário (com até 26 minutos), com apoio de R$ 50 mil cada; um projeto de média ou curta de animação (de até 20 minutos), com R$ 100 mil; e três projetos de média ou curta de ficção (com duração máxima de 26 minutos), que receberão R$ 80 mil cada um. A ação de arranjos financeiros estaduais e regionais do Brasil de Todas as Telas busca estimular o desenvolvimento regional da produção audiovisual brasileira por meio de parcerias com governos municipais e estaduais. 

Os projetos inscritos devem garantir realização de ao menos 50% da produção no município de Cuiabá e prever a utilização de um mínimo de 80% de mão de obra técnica de profissionais residentes no Estado do Mato Grosso. As obras também devem ser obrigatoriamente dirigidas por residentes no Estado há pelo menos três anos.

As inscrições devem ser feitas no Protocolo Geral da Prefeitura Municipal de Cuiabá, localizada no endereço informado no edital, entre 8h e 17h, até o dia 9 de setembro. Os interessados devem entregar dois envelopes contendo a documentação exigida para a categoria específica na qual pretendem se candidatar, de acordo com o determinado pelo edital do concurso. Cada proponente poderá inscrever uma proposta por categoria e só poderá ser contemplado em no máximo duas delas.

Belo Horizonte recebe o Festival Musimagem, o primeiro dedicado exclusivamente à música para imagem, que será realizado nos dias 7, 8 e 9 de agosto, no CCBB Belo Horizonte, integrante do Circuito Cultural Praça da Liberdade. O evento contará com concertos, workshops, palestras, debates e grupos de trabalho. Todas as atividades são gratuitas e as inscrições para os grupos de trabalho e workshops podem ser realizadas através do site festival.musimagembrasil.com.

Serão três dias de festival que contarão com convidados da capital mineira, cariocas, paulistas e do espanhol Luis Ivars, presidente da FFACE, Federación Europea de Compositores para Cine y Audiovisual e da Musimagen, Asociación de Compositores de Cine y Audiovisual de España.

Cada dia da programação contará com uma diferente temática, como trilha Sonora no Brasil, exterior e inovação e tecnologia, abordados através de workshops, debates, grupos de trabalho e palestras. O evento traz ainda concertos, com destaque para a apresentação da Orquestra Ouro Preto, que interpretará trilhas internacionais como Carteiro e o Poeta, Cinema Paradiso e Psicose. O convidado internacional Luis Ivars participará da mesa de debate sobre a situação da trilha sonora na Europa. Outros destaques são os workshops Música para Games ministrado por Rafael Langoni e o Workshop de Música para TV de Alberto Rosenblit.

Conhecido por sua atuação na divulgação e preservação do cinema brasileiro e latino-americano, o amazonense Cosme Alves Netto teve uma história de amor e dedicação à sétima arte. Cosme chegou ao Rio na década de 50 para estudar, formando-se em Comunicação Social e Filosofia. Em agosto de 1964, assumiu a Cinemateca do MAM, onde permaneceu por mais de 30 anos, transformando a instituição em um espaço de manifestação e guarda clandestina de filmes perseguidos pela ditadura.

Tudo por Amor ao Cinema, dirigido por Aurélio Michiles, mostra depoimentos de familiares e amigos de longa data. Entre eles, grandes nomes do cinema brasileiro como Eduardo Coutinho, Cacá Diegues, Walter Carvalho, Vladimir Carvalho, Nelson Pereira dos Santos, Jurandyr Noronha, Oswaldo Caldeira, Silvio Tendler, Orlando Senna, Geraldo Moraes e Andrea Tonacci relatam quem foi Cosme. O documentário, que teve montagem do diretor Fernando Coimbra (O Lobo Atrás da Porta), foi rodado no Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília e Manaus), Havana (Cuba) e Lisboa (Portugal).

Ao todo, o filme conta com 34 entrevistas, fragmentos de cenas de 70 filmes e um vasto arquivo pessoal de imagens e objetos cuidadosamente escolhidos pelo diretor para contar a trajetória desse ilustre guardião, o qual dedicou sua vida a proteger obras cinematográficas, inclusive guardando-as clandestinamente e, por causa disso, foi preso e torturado por duas vezes (1964 e 1969) durante a ditadura.

Tudo por Amor ao Cinema abriu a 19º edição do Festival Internacional É Tudo Verdade, no Rio de Janeiro, com exibição também em São Paulo. Desde então, vem participando de importantes festivais na América Latina, como o 36º Festival Internacional do Novo Cinema Latino-Americano, em Havana-Cuba e o 33º Festival Internacional de Cinema do Uruguai. No Brasil, teve sua participação no 47º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, além do 9ª CINEOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto, onde abriu a mostra e foi homenageado.

O filme chega aos cinemas no dia 30 de julho, pela Nossa Distribuidora, e no dia 29 de julho, às 20h, haverá uma pré-estreia com debate com o diretor Aurélio Michiles e a jornalista Maria do Rosário Caetano, e mediação do repórter da Ilustrada da Folha de São Paulo, Guilherme Genestreti. A sessão é gratuita e acontecerá no Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca, em São Paulo. É necessário retirar ingresso na bilheteria a partir das 19h.

De 27 de julho à 2 de agosto, acontecerá, em São Paulo, o IV Festival de Atuação e Cinema do Instituto Stanislavsky (Acting Film Festival), que trará convidados do universo cinematográfico em Hollywood, bem como profissionais celebrados na televisão, cinema independente e teatro musical, para aulas, palestras, workshops, debates, exibições exclusivas de filmes, dentre eles, pela primeira vez no Brasil, a nova versão remasterizada digitalmente do clássico Clube dos Cinco, com a presença do produtor executivo Andrew Meyer, também palestrante, que este ano comemora os 30 anos do sucesso em seu currículo.

O clássico da sessão da tarde ganhou evento de relançamento nos EUA em mais de 400 salas de cinema. O Brasil, que até então só participaria das comemorações com a venda de DVD e Blu-Ray, agora terá uma única oportunidade de conferir nas telonas e matar as saudades das personagens vividos por Emilio Estevez, Anthony Michael Hall, Molly Ringwald, Ally Sheedy e Paul Gleason e que marcaram época por sua rebeldia.

Além de Clube dos Cinco, o festival promoverá a exibição do filme Heaven’s Rain, produção internacional com partes das gravações realizadas no Brasil, dirigido por Paul Brown, produtor de Arquivo XCamp Rock e Star Trek, e também participante do festival. Também será exibido o premiado longa Alguém Qualquer do diretor e ator brasileiro Tristan Aronovich, além de um filme inédito produzido pelo LAFilm. Todas as exibições serão seguidas de bate-papo e painéis com os diretores e realizadores. As exibições acontecem de 28 a 31 de julho, no Cine Caixa Belas Artes, a partir das 20 horas.