The Handmaid’s Tale‘, a adaptação para a TV do filme ‘A Decadência de Uma Espécie‘, acaba de ganhar seu primeiro trailer.

Confira:

A série é baseada na obra de Margot Atwood (‘O Conta da Aia‘).

 

A história já foi retratada em 1990 no filme ‘A Decadência de Uma Espécie‘, de Volker Schlöndorff (‘O Guardião da Floresta‘).

Samira Wiley (‘Orange is the New Black‘) e Elizabeth Moss (‘Mad Men‘) protagonizam a distopia futurista, que mostrará mulheres como propriedade do governo. Isso acontece por causa dos baixos níveis de fertilidade dos seres humanos. E na história as mulheres férteis serão “treinadas” para a vida de escravas sexuais, dedicada apenas a reprodução humana.

Alexis Bledel, a Rory de ‘Gilmore Girls‘, viverá Ofglen, amiga da protagonista Offred.

O elenco ainda tem Ann Dowd, Yvonne Strahovsky e Joseph Fiennes. Com produção do serviço de streaming Hulu, a série estreia em 26 de abril de 2017. A primeira temporada terá 10 episódios.

Curta nossa entrevista com Vin Diesel:

» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

Dinheiro, glamour, fama… é quase impossível não ter sua aparência alterada para melhor quando você leva uma vida de celebridade, com direito a assessores, tratamentos, cabeleireiros particulares e uma equipe à seus pés.

As grandes celebridades de Hollywood gastam fortunas para parecerem perfeitas: Botox, extensões de cabelos, treinadores pessoais para musculação, personal stylists…

Com exceção de um ou outro jogador brasileiro de futebol, cujo nome não citaremos para evitar processo, a maioria das celebridades são endeusadas pelo poder dinheiro e benefícios da fama.

Sendo assim, separamos várias imagens dessas gracinhas antes e depois da fama.

Angelina Jolie

Mila Kunis

Hayden Panettiere

Rihanna

Jessica Biel

Scarlett Johansson

Natalie Portman

Halle Berry

Milla Jovovich

Jennifer Aniston

Charlize Theron

Teri Hatcher

Brad Pitt

Colin Farrell

Lady Gaga

Sandra Bullock

Nicole Kidman

Jennifer Aniston

James Franco

Amy Adams

Anne Hathaway

Natalie Portman

Tina Fey

Zach Galifianakis

Brad Pitt

Taylor Swift

Linda Evangelista

Madonna

Heather Locklear

Megan Fox

Cameron Diaz

Angelina Jolie

Katie Holmes

Curta nossa entrevista com Vin Diesel:

» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

Resident Evil 6: O Capítulo Final‘ teve um novo cartaz internacional divulgado, que traz uma arte mal photoshopada extremamente bizarra.

Confira, com clipes do filme:

 

EXCLUSIVO: Milla Jovovich revela se toparia fazer mais filmes da franquia ‘Resident Evil’

A MPAA (Motion Pictures Association of America) deu a ‘Resident Evil 6: O Capítulo Final‘ a alta classificação Rated R, que significa que menores de 17 anos só podem assistir ao filme acompanhados dos pais ou de algum responsável.

A censura é explicada:

“Excesso de violência em todo o filme”.

No Brasil, a classificação indicativa corresponde a “Maiores de 18 Anos”.

Vale lembrar que o filme ainda não recebeu classificação indicativa no Brasil.

No Brasil, o filme estreia dia 26 de Janeiro de 2017.

Começando imediatamente após os acontecimentos de ‘Resident Evil 5: Retribuição‘, a humanidade está com seus dias contados após Alice ser traída por Wesker em Washington DC. Como a única sobrevivente do que era para ser um embate final da humanidade contra as hordas de mortos-vivos, Alice retorna aonde o pesadelo começou: Raccoon City, onde a Umbrella Corporation está reunindo suas forças para um ataque final contra os sobreviventes remanescentes do apocalipse.

Em uma corrida contra o tempo, Alice vai unir forças com velhos amigos, e um aliado improvável, em uma batalha repleta de ação com zumbis e novos monstros mutantes. Entre perder suas habilidades sobre-humanas e um ataque iminente da Umbrella, esta será a mais difícil aventura de Alice em sua luta para salvar a humanidade, que está prestes a ser encerrada.

Conheça 15 curiosidades sobre a franquia ‘Resident Evil’ 

‘Resident Evil 6’: Dublê de Milla Jovovich posta foto após amputar o braço

‘Resident Evil 6’: Alice pula de tirolesa em novo trecho vazado do TRAILER! 

Milla Jovovich, Ali Larter, William Levy (‘The Veil’), Ruby Rose (‘Orange Is the New Black’), Rola e Eoin Macken (‘Merlin’) .

Curta nossa entrevista com Vin Diesel:

» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

Emma Stone conta um pouco mais sobre os bastidores de ‘La La Land – Cantando Estações‘ e como é gravar com o ator Ryan Gosling.

Assista:

Com distribuição nacional da Paris Filmes, o filme apresenta a história de Mia (Emma Stone), uma aspirante a atriz, e Sebastian (Ryan Gosling), um músico de jazz dedicado, que estão lutando para sobreviver em uma cidade conhecida por esmagar as esperanças e quebrar os corações.

Ambientado na moderna Los Angeles, este musical original fala sobre a vida cotidiana e explora a alegria e a dor de um casal que persegue os seus sonhos. A estreia em circuito nacional está prevista para 12 de janeiro.

lalaland

Curta nossa entrevista com Vin Diesel:

» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

O ano era 1975, quando Tubarão, de Steven Spielberg se tornou o primeiro blockbuster da história. Coincidentemente, ou não, o filme fazia uso de muitos efeitos técnicos, para criar o visual do vilão mecânico que movia a trama. Em 1977, Star Wars, de George Lucas, chegava para mudar de vez o jogo, nos transportando completamente para uma nova dimensão. Um mundo novo e mágico era criado do zero. No ano seguinte, em 1978, não menos importante para história técnica da sétima arte, o cineasta Richard Donner fazia você acreditar que um homem podia verdadeiramente voar, em Superman – O Filme.

Com a chegada da década de 1980, os blockbusters se consolidaram na indústria do cinema criando o que conhecemos de Hollywood. Daí seguiram verdadeiros clássicos modernos adorados, cujos efeitos especiais eram necessários para a trama. Filmes como Indiana Jones, De Volta para o Futuro, E.T. – O Extraterrestre, Poltergeist, Tron: Uma Odisseia Eletrônica, Os Caça-Fantasmas, O Exterminador do Futuro, Gremlins e tantos outros. Os chamados efeitos práticos (tudo o que é criado fisicamente e usado durante as filmagens) já começavam a dar lugar ao Chroma Key – efeitos colocados durante a pós-produção.

Na realidade, a técnica citada não é nova e era muito utilizada nos filmes de Alfred Hitchcock, por exemplo – no geral apenas sobrepondo imagens, com uma localidade externa. No fim da década de 1980 e início da década de 1990, os efeitos visuais criados por computadores já eram uma realidade. Cenários, objetos, localidades e personagens eram criados artificialmente pelas máquinas e inseridos em cena posteriormente. Assim, dinossauros voltavam à vida, robôs de metal líquido se desfaziam e recompunham-se, e encontros atemporais de personalidades falecidas eram possíveis.

Na década passada, ainda existia certa resistência, no sentido de que os filmes “virtuais” eram a minoria. Jogo que foi mudado com a chegada da nova década, na qual a tecnologia paira em tal patamar onde é difícil encontrar uma superprodução que não faça uso de cenários que não estão verdadeiramente lá. O fundo verde se tornou uma realidade tão presente no cinema atual de Hollywood quanto qualquer outro elemento pertencente a um filme. A praticidade veio junto com a artificialidade, e os profissionais da velha guarda, que valorizam mais os efeitos práticos, são cada vez mais raros. Nos EUA, é difícil encontrar um ator que ainda não tenha atuado com uma tela verde e precisado fingir um encontro com algo ou alguém que não está presente, ou estar em um lugar o qual apenas imagina.

O processo da captura de movimento também é uma realidade moderna e inovadora, na qual o ator é usado apenas como molde para a criação virtual. A atriz Zoe Saldana não aparecia em carne e osso na mega produção Avatar, por exemplo, embora seja a segunda em destaque na trama. O mesmo ocorre com o veterano na técnica, Andy Serkis, muito mais um ator virtual do que real.  Há muito se fala em trazer atores de volta à vida para novas produções. A ideia é usada como tema central no importante O Congresso Futurista. Imaginem assistir a um novo filme estrelado por Audrey Hepburn ou Marilyn Monroe. Ou ao menos suas cópias digitais. Enquanto isso não acontece, veja abaixo imagens de produções recentes que usaram a técnica da já essencial tela verde.

CinePop 2

A eletrizante cena da ponte, no sucesso Godzilla.

 

CinePop 3

Os cenários espaciais de Ender´s Game: O Jogo do Exterminador foram criados virtualmente.

 

CinePop 4

Muitos não sabem, mas o tigre Richard Parker é uma criação digital, no filme As Aventuras de Pi.

 

CinePop 6

O astro Hugh Jackman não precisou levar um corte no rosto de verdade, em Wolverine – Imortal.

 

CinePop 10

Nenhum ator foi explodido realmente durante as filmagens de Os Vingadores.

 

CinePop 8

Nem só os blockbusters utilizam a técnica. The Homesman, faroeste dirigido por Tommy Lee Jones, criou um cenário diferente para uma cena.

 

CinePop 5

Outro exemplo de filme adulto que utilizou fundo verde foi Caçadores de Obras-primas, filme dirigido por George Clooney.

 

CinePop 7

A captura de movimento cria robôs com movimentos bem reais, realizados por atores, no remake de RoboCop, do diretor brasileiro José Padilha.

 

CinePop 9

Um helicóptero cai, ou será? O efeito foi usado em Duro de Matar: Um Bom Dia para Morrer.

 

CinePop 11

Personagens também podem ser criados e inseridos em filmes. É o caso com o alienígena boa praça de Paul – O Alien Fugitivo.

 

CinePop 12

Um objeto não funciona da forma como imaginamos. Aqui o exemplo é em O Homem de Aço, último filme do personagem Superman.

 

CinePop 13

Outra cena toda criada apenas no computador, em Os Vingadores.

 

CinePop 14

O exterior da nave é todo criado em computador, na ficção Prometheus, de Ridley Scott.

 

CinePop 15

Belos cenários que desejamos conhecer, talvez não existam em nosso mundo. É o caso com As Crônicas de Nárnia.

 

CinePop 16

O macaco Caesar do reboot de Planeta dos Macacos é mais um personagem icônico criado por Andy Serkis, e computadores, é claro.

Curta nossa entrevista com Vin Diesel:

» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «