Foi liberado hoje o primeiro trailer de “Pé Pequeno”, animação da Warner sobre o Abominável Homem das Neves. No vídeo, o monstro fica aterrorizado ao se encontrar com um ser humano – chamado pelas criaturas de “pé pequeno” (adjetivo que dá título ao longa). Assista ao vídeo abaixo:

“Pé Pequeno” acompanha um Yeti/Abominável Homem das Neves que acredita que os seres humanos existem, apesar de todos da sua espécie negarem.

O elenco de dublagem original conta com Channing Tatum (“Kingsman: O Círculo Dourado”), Zendaya (“Homem-Aranha: De Volta Ao Lar”), Danny DeVito (“O Comediante”), Common (“John Wick: Um Novo Dia Para Matar”), LeBron James (“Descompensada”), Gina Rodriguez (da série “Jane the Virgin”) e o apresentador de televisão britânico James Corden.

A animação chega aos cinemas brasileiros no dia 13 de setembro de 2018.

[Esse post contém spoilers sobre Liga da Justiça]

Em um resposta ao The Hollywood Reporter, o diretor de “Aquaman”, James Wan (“Invocação do Mal 2”), garantiu que não haverá “bolhas de ar para os diálogos” no filme solo do Rei de Atlântida.

O filme da “Liga da Justiça” apresentou uma sequência de cenas em Atlantis que inclui uma batalha com parademônios e uma troca de diálogo entre Aquaman (Jason Momoa) e Mera (Amber Heard). Para esta cena, os dois criaram uma bolha de ar em torno de si mesmos para falarem um com o outro.

O diretor observou que a solução da bolha de ar para o diálogo não seria algo sustentável para um filme inteiro.
Isso levou a uma resposta da Wan no Twitter, em que o diretor confirmou que o filme solo do Aquaman apresentaria trocas de diálogo de uma maneira muito diferente de “Liga da Justiça”.

“Não fiquem agitados, não teremos ‘bolhas de ar para diálogos’ no meu mundo subaquático”

“Aquaman” conta com o retorno de Jason Momoa (“Loucos e Perigosos”) e Amber Heard (“A Garota Dinamarquesa”), além das adições de Williem Dafoe (“Death Note”), Yahya Abdul-Mateen II (“Baywatch: S.O.S. Malibu”), Nicole Kidman (“O Estranho que Nós Amamos”), Temuera Morrison (“Moana – Um Mar de Aventuras”), Patrick Wilson (“Fome de Poder”) e Michael Beach (da série “Sons of Anarchy”).

O filme tem sua estreia prevista para 21 de dezembro de 2018.

O ator Andy Serkis (“Planeta dos Macacos: A Guerra”) acaba de se juntar ao elenco da comédia politicamente incorreta “Flarsky”. Serkis irá trabalhar ao lado de Charlize Theron (“Velozes e Furiosos 8”) e Seth Rogen (“Vizinhos 2”), protagonistas do longa. As informações são do site The Hollywood Reporter.

A comédia acompanha a história de Fred Flarsky (Rogen), um jornalista desempregado que é vítima de seu próprio infortúnio e seu comportamento auto-destrutivo, e que se esforça para perseguir sua babá e paixão de infância (Theron). O problema é que, agora, ela é uma das mulheres mais poderosas e inatingíveis do mundo.

Andy Serkis, cujo trabalho mais recente foi dirigindo o drama baseado em fatos “Uma Razão Para Viver”, chega para interpretar um magnata da mídia internacional que dá emprego para o personagem de Rogen.

A produção, que já está sendo filmada em Montreal, Canadá, é dirigida por Jonathan Levine (“Sexo, Drogas e Jingle Bells”), enquanto o roteiro é assinado por Dan Sterling (“A Entrevista”).

“Flarsky” estreia em 8 de fevereiro de 2019 nos Estados Unidos. Ainda não há previsão de estreia no Brasil.

Em entrevista ao Yahoo Entertainment, o diretor Denis Villeneuve (“Sicario: Terra de Ninguém”) comentou que “ainda é um mistério” o porquê do fracasso de bilheteria de “Blade Runner 2049“. Veja abaixo alguns trechos:

“Eu ainda estou digerindo isso. Tivemos as melhores críticas. Nunca tive um filme bem visto assim. Ao mesmo tempo, a bilheteria nos Estados Unidos foi uma decepção, é verdade, porque esses filmes são caros. Ainda vai fazer toneladas de dinheiro, mas não o suficiente”, disse o diretor.

Villeneuve também comentou sobre o filme ter funcionado na Europa e em grandes cidades dos EUA:

“Eu acho que talvez as pessoas não estivessem suficientemente familiarizadas com o universo. E o fato que o filme é longo [2 horas e 44 minutos]. Eu não sei. Ainda é um mistério para mim. Eu faço filmes, não os vendo”.

Outro desafio para o pessoal do marketing foi promover o filme sem dar spoilers sobre a trama. Das entrevistas com os atores até os materias promocionais tiveram que ser vagos, o que, em última instância, parece ter desconectado o público – tanto com o novo filme quanto com o antecessor. O filme original de Ridley Scott, apesar do seu status de ‘clássico’, também não teve uma bilheteria expressiva em sua estreia em 1982.

“Essa é a primeira coisa que um dos meus filhos me contou. Ele disse: ‘Papai, você homenageou o primeiro filme até o final’. Eu não estava procurando por isso, mas o que me deixa em paz é o fato de que os fãs incondicionais, que adoraram o primeiro filme, realmente receberam este, e isso pra mim significa o mundo”.

O longa tinha tudo para ter uma bilheteria de blockbuster: contava com Ryan Gosling (“La La Land: Cantando Estações”), um dos atores em alta em Hollywood, ao lado do veterano Harrison Ford (“Star Wars: O Despertar da Força”). Teve Villeneuve no comando do filme, que ano passado dirigiu o drama sci-fi “A Chegada”, filme que arrecadou $100 milhões só nos EUA e ainda recebeu nove indicações ao Oscar.

“Blade Runner 2049” ainda está em cartaz nos cinemas brasileiros.

Colin Trevorrow (“O Livro de Henry”) divulgou um pequeno vídeo de “Jurassic World: O Reino Está Ameaçado”. No trecho, Owen (Chris Pratt, de “Guardiões da Galáxia Vol. 2”) acaricia um filhote de velociraptor, que é bastante similar com Blue, do primeiro filme. Assista abaixo:

“Da nossa família jurássica para a sua.”

Apesar de não dirigir a sequência, Trevorrow assina o roteiro e também a produção, esta ao lado de Steven Spielberg (“O Bom Gigante Amigo”).

O quinto longa da franquia, que ainda não ganhou sinopse oficial, terá o retorno de Pratt, Bryce Dallas Howard (“Histórias Cruzadas”) e B. D. Jones (“O Espaço Entre Nós”), ao mesmo tempo em que terá Rafe Spall (“X + Y”), Toby Jones (“Jogos Vorazes”), Justice Smith (da série “The Get Down”) e a volta de Jeff Goldblum (“Independence Day: O Ressurgimento”) como Ian Malcom, personagem visto nos primeiros filmes.

Dirigido por Juan Antonio Bayona (“Sete Minutos Depois da Meia-Noite”), “Jurassic World: O Reino Está Ameaçado” tem estreia marcada para 21 de junho de 2018.