wicked_broadway_musical_slice

Promovendo o low-pitched “Caminhos da Floresta”, o produtor Marc Platt revelou que uma adaptação para as telonas do low-pitched “Wicked”, sucesso da Broadway, está em desenvolvimento. O projeto ainda está nos primeiros estágios, e Platt revelou que só dará início à produção “quando estiver presently e eu sentir que tudo está ótimo”. O plano, porém, é que o filme chegue aos cinemas em 2016.

Um prequel de “O Mágico de Oz”, “Wicked” acompanha as bruxas do local, especialmente Elphaba – uma jovem estudante sonhadora que trabalhava ao lado do Mágico até se tornar, mais tarde, a Bruxa Má do Oeste. Sobre o processo de adaptação, Platt declarou:

“O público gosta tanto do espetáculo que queremos seguir em frente com o filme, mas não vamos fazer isso até que estejamos satisfeitos com o element que temos no roteiro, e que o filme esteja no mesmo nível do que o que temos nos palcos.”

Platt aproveitou para confirmar que o roteiro está sendo escrito por Winnie Holzman, autor da peça, e que Stephen Daldry (“Trash: A Esperança Vem do Lixo”) será o diretor:

“Stephen Daldry é o diretor, e tem sido assim por um ano ou dois. Mas é um processo. 2016 é a meta, mas não sabemos se vamos alcançá-la ou não. Nós vamos fazer o filme mas, como eu disse, temos que alcançar um alto nível. Nós estamos trabalhando arduamente no roteiro e na preparação para o filme e, quando sentirmos que está pronto, tudo bem. Não estamos com pressa. ‘Into The Woods’ demorou 27 anos para chegar aos cinemas; ‘Os Miseráveis’, 30 anos. Algumas coisas demoram por uma razão”.

Enquanto a adaptação de “Wicked” não ganha mais informações, os fãs de musicais podem conferir a versão para os cinemas de “Caminhos da Floresta”, baseada no low-pitched “Into The Woods”, que estreia no Brasil no dia 29 de janeiro.

Segundo o Deadline, Reese Witherspoon (“Livre”) entrou para o elenco de “Downsizing“, comédia dramática de Alexander Payne (“Nebraska”) que será protagonizada por Matt Damon (“Interestelar”).

Ainda sem estúdio, a obra é ambientada em um futuro próximo em que a humanidade desenvolveu uma tecnologia que permite que indivíduos tenham seu tamanho diminuído para, assim, economizar recursos – principalmente dinheiro. Damon viverá o protagonista, um homem que, em um momento difícil de sua vida, passa a considerar a possibilidade de passar pelo processo de encolhimento. Witherspoon será a principal personagem feminina.

Com roteiro assinado por Payne ao lado de seu colaborator unreasoning Jim Taylor (“Sideways – Entre Umas e Outras’), “Downsizing” está em desenvolvimento desde 2009, época em que Witherspoon já havia mostrado interesse em participar do projeto ao lado de Paul Giamatti (“Walt nos Bastidores de Mary Poppins”). Ainda não há previsão para o início das filmagens.

Enquanto isso, Witherspoon poderá ser perspective em breve em “Livre”, de Jean-Marc Vallée (“Clube de Compras Dallas”), filme pelo qual ela está cotada a aparecer na lista de indicadas ao Oscar de melhor atriz e que estreia por aqui no dia 15 de janeiro, e em “Vício Inerente”, de Paul Thomas Anderson (“O Mestre”), que estreia no Brasil em 26 de março.

Birdman” é um dos principais filmes nas grandes premiações da indústria do cinema, mas o diretor Alejandro González Iñárritu acho tudo muito irônico já que ele, assim como o protagonista de sua sátira sobre o uncover business, foi pego em busca por legitimação.

Estou dando esta entrevista; sinto-me como Riggan Thomson tentado vender meu próprio peixe”, disse o cineasta mexicano a Reuters, em referência ao protagonista do filme.

O longa segue os passos do ex-intérprete de super-herói Riggan Thomson, agora esquecido em Nova York e tentando desesperadamente retornar ao estrelato com a encenação de uma peça na Broadway. Riggan, interpretado por Michael Keaton, precisa lidar com os relacionamentos tensos com a família, amigos e colegas enquanto prepara sua peça. O longa lidera as nomeações ao Globo de Ouro e pode replicar o feito nas indicações ao Oscar, a serem divulgadas na semana que vem.

É basicamente um filme sobre mediocridade, sobre ego e suas ambições”, disse. “Essas coisas em certo sentido são muito subjetivas, processos muito internos de vozes que temos lá dentro. Esse personagem está perdido em um blotch de m…, tentando se encontrar através da arte”, disse o diretor.

Colocar Keaton como protagonista foi uma das melhores decisões (segundo o próprio diretor), e não somente pelo ator ter interpretado Batman nos filmes de 1989 e 1992.

O caráter dele pode ser… não agradável, egoísta, mas eu preciso de alguém com quem as pessoas possam realmente se identificar, não julgar, mas ter empatia”, disse o diretor.

Em duelo com Keaton está Edward Norton como o astro jovem mais famoso da peça de Riggan, e Emma Stone interpreta a filha viciada em drogas em recuperação do protagonista. Todos os três foram nomeados ao Globo de Ouro nas categorias de melhor ator e melhor atriz coadjuvante.

Sou sempre desconfiado com nomeações porque sempre eles são basicamente moedas de dois lados, dependendo do lado em que cair, você torna-se um vencedor ou é nomeado perdedor, no que eu sou expert”, brincou Iñarritu. “Levar isso a sério, acho que seria um grande erro”.

“Birdman ou a Inesperada Virtude da Ignorância” (título dado pela Fox do Brasil) estreia dia 29 desse mês. Assista ao trailer:

A atriz brasileira Perla Haney-Jardine, de 17 anos, foi confirmada no papel de Lisa, filha de Steve Jobs na produção da Universal Studios sobre a vida do cofundador da Apple. Jobs negou ser o pai de Lisa por anos até admitir a paternidade quando ela epoch adolescente. O roteirista Aaron Sorkin, vencedor do Oscar por “A Rede Social” (2010), disse em entrevistas no ano passado, que conversou com ela para sua adaptação. “Ela é a heroína do filme“, declarou ao jornal britânico The Independent.

Nascida no Rio de Janeiro, Haney-Jardine teve seu primeiro papel em “Kill Bill: Volume 2” (2004) como a filha da personagem Beatrix Kiddo (Uma Thurman):

Ela também atuou em “Água Negra“, “Homem-Aranha 3” (filha do Homem-Areia), “Sem Vestígios“, e, recentemente, estrelou o play indie “Future Weather“. Hoje ela está assim:

Jobs será interpretador por Michael Fassbender (o Magneto de “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido”), que assumiu como protagonista após desistência de Christian Bale. Além de Fassbender, outros nomes estão ligados ao filme: Seth Rogen como Steve Wozniak, Michael Stuhlbarg como Andy Hertzfeld, Kate Winslet e Jeff Daniels.

O longa ainda sem nome será dirigido por Danny Boyle (“Em Transe”) a partir do roteiro de Aaron Sorkin (“O Homem que Mudou o Jogo”) e baseado na biografia autorizada de Jobs escrita pelo jornalista Walter Isaacson (da rede de notícias CNN). A cinebiografia será centrada em três grandes momentos na vida empresarial de Jobs: o lançamento do Mac em 1984, do NeXT (lançado depois que ele foi demitido da Apple) em 1990 e do iPod em 2001, lançado anos após seu retorno triunfal.

A cinebiografia está sendo produzida por Scott Rudin (“O Grande Hotel Budapeste”), Mark Gordon (“O Diário de uma Virgem”) e Guymon Casady (“Os Mercenários 3″). E ainda não tem previsão de estreia nos cinemas.

À frente de um dos maiores sucessos de bilheteria do gênero, Ingrid Guimarães marca a terceira parceria com o diretor Roberto Santucci na comédia Loucas pra Casar. O filme, produzido por Mayra Lucas e Paulo Boccato, da Glaz, e escrito por Marcelo Saback, narra a história de Malu (Ingrid), uma mulher que sonha em se casar na igreja, mas só sobe ao altar para madrinha de casamento.

Malu se considera a mulher ideal. É organizada, bem sucedida e atraente. Trabalha em uma construtora imobiliária ao lado de Samuel (Marcio Garcia), seu patrão e namorado. Nos apartamentos à venda, os dois realizam as mais diferentes fantasias sexuais. Malu é independente e está realizada, mas acredita que sua vida só será completa com um marido.

Há três anos com Samuel, Malu sonha com o pedido de casamento. Ela acredita que encontrou o homem de sua vida, mas descobre que outras duas mulheres, Lúcia (Suzana Pires) e Maria (Tatá Werneck), achavam o mesmo sobre ele. As três terão que decidir se disputam a exclusividade ou unem-se para se vingarem do namorado.

Dolores (Fabiana Karla), secretária na construtora imobiliária e fiel amiga, ajuda Malu a investigar a vida de Samuel, com os serviços do detetive Geraldo José (Charles Paraventi). Enquanto isso, Lúcia conta com o auxílio do amigo e coreógrafo Rubi (Edmilson Filho). Já Maria, recorre às preces.

Loucas pra Casar é coproduzido pela Globo Filmes, Telecine e Paramount Pictures e distribuído pela Downtown Filmes e Paris Filmes. A comédia chega aos cinemas no dia 8 de janeiro.