Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald | Johnny Depp comenta pela primeira vez sua polêmica escalação no filme

O ator Johnny Depp (“Assassinato no Expresso do Oriente”) tem sido alvo de críticas desde que foi formalmente acusado de agredir sua ex-esposa, a atriz Amber Heard (“Liga da Justiça”). Ao ser escalado para viver Gerardo Grindelwald na franquia derivada de “Harry Potter”, “Animais Fantásticos”, muitos fãs pediram que ele fosse excluído dos filmes, e que o vilão fosse interpretado por outro ator. Porém, tanto a Warner quanto a autora e roteirista J.K. Rowling se pronunciaram a favor da permanência de Depp no elenco. Em entrevista a EW, o ator falou pela primeira vez sobre a polêmica, comentando que recebeu apoio pessoal de Rowling e disse ainda que se sentiu mal por tudo o que ela passou envolvendo a situação:

“Serei honesto, eu me sinto mal pela J.K. ter que lidar com todos esses sentimentos de tantas pessoas. Eu me senti mal que ela tivesse que passar por isso. Mas, no fim, existe uma grande controvérsia nisso. O fato é que eu fui falsamente acusado, o que é a razão para eu estar processando o jornal The Sun por difamação e por repetir falsas acusações. J.K. viu as evidências [que eu tenho], então ela sabe que eu fui falsamente acusado, o que é a razão para ela ter me apoiado publicamente. Ela não leva as coisas de forma leviana. Ela não iria me apoiar se ela não soubesse a verdade. Então é isso.”

Aos fãs da franquia, Depp disse estar totalmente focado no personagem e que é leal, não só a J.K. e ao diretor David Yates, mas também a todos aqueles que conhecem esse mundo mágico tão bem:

“Eu sinto que a principal coisa para um ator é sua lealdade. É meu trabalho reforçar a visão do autor e também ser fiel à visão do diretor. E então, há verdade na minha visão. É uma grande responsabilidade. Minha lealdade não é apenas com J.K. e David Yates, mas também com as pessoas que vão ver os filmes, as pessoas que investiram suas vidas nesse mundo magnífico e incrível que J.K. criou. Eu entrei no personagem totalmente de cabeça, sabendo da responsabilidade que eu tinha. É bom levar o público a um passeio que eles não estão necessariamente esperando, mas com grande respeito ao mundo que eles passaram a entender e a conhecer. Os fãs de Potter são como estudiosos dessas coisas que eu acho incrivelmente impressionantes. Eles conhecem esse mundo por dentro e por fora.”

Sobre como Rowling e ele se conheceram, Depp disse que a primeira conversa dos dois foi por Skype, e que o primeiro encontro oficial foi durante uma viagem dele a Londres. Ele afirmou que tem sido uma experiência muito positiva e divertida. Ele complementou dizendo que “a oportunidade de interpretar um de seus personagens e tentar trazer algo para o papel que poderia até mesmo surpreender ela ou Yates, foi um grande desafio”.

Perguntado sobre o que o atraiu no personagem, Depp disse que o achou fascinante e complexo:

“Eu achei o personagem fascinante e complexo. Minha reação instintiva é que ele era como uma versão humana de Finnegans Wake, do romance de James Joyce, que começa e termina no meio de uma frase. Você entra no meio do pensamento e então é um passeio muito confuso.”

Depp comentou também sobre a relação de Grindelwald e Dumbledore em “Os Crimes de Grindelwald”:

“Eu acho que ele está apenas esperando. Ele está ansioso para seu inevitável confronto. Eu acho que provavelmente há muita coisa do passado dos dois. Eles eram muito ligados, sabe? Quando você ama alguém e cuida de alguém, e ele chega a um combate, como aconteceu com Dumbledore e Grindelwald, isso tudo é muito perigoso quando se torna pessoal.”

Ele também foi questionado sobre a sexualidade de Dumbledore e Grindelwald e sobre a história deixar mais explícita a orientação sexual de Dumbledore, enquanto a de seu personagem ficou menos em foco:

“Eu acho que deveria ser deixado para o público sentir primeiro, e quando chegar a hora, revelar tudo. Isso torna a situação com Dumbledore ainda mais intensa. Eu acho que há um ciúme com o Scamander. Ele vê Scamander como o protegido de Dumbledore, seu filho, de certa forma. Isso em si é suficiente para Grindelwald querer derrubar Scamander de um modo feroz e definitivo.”

A trama do filme seguirá Grindelwald (Johnny Depp), que escapa da custódia, e prepara-se para reunir seguidores a fim de criar uma sociedade de bruxos de sangue puro e dominar todos os seres não-mágicos. Em um esforço para frustrar os planos do mago das trevas, Alvo Dumbledore (Jude Law, de “Rei Arthur: A Lenda da Espada“) recruta seu ex-aluno Newt Scamander (Eddie Redmayne, de “A Garota Dinamarquesa“), mas essa missão também testará a lealdade deles à medida que enfrentam novos perigos em um mundo mágico cada vez mais perigoso e dividido.

Dirigido por David Yates, que já comandou vários filmes da franquia “Harry Potter“, o elenco do filme também conta com os nomes de Katherine Waterston (“Alien: Covenant”), Ezra Miller (“Liga da Justiça”), Dan Fogler e Alison Sudol (ambos de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”), Claudia Kim (“A Torre Negra”)Zoe Kravitz (da série “Big Little Lies“), além das adições de Isaura Barbé-Brown (“Legends: Identidade Perdida”), Jessica Williams (A Ressaca 2″), William Nadylan (“Here and Now”) e Callum Turner (“Assassin’s Creed”).

“Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald” estreia no Brasil no dia 15 de novembro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *