Academia anuncia novas exigências de inclusão para elegibilidade para Melhor Filme

Três meses depois de anunciar a nova fase de sua iniciativa de inclusão, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou as novas exigências de elegibilidade na categoria de Melhor Filme. A partir do Oscar 2025, que reconhecerão as obras de 2024, os candidatos devem cumprir pelo menos duas das quatro normas decididas pelo órgão. A medida serve apenas para a categoria de Melhor Filme.

Enquanto as exigências ainda não estão em efeito, a Academia decidiu que um formulário com normas de inclusão deverão ser enviados para o órgão para que filmes sejam considerados para as 94ª (filmes de 2021 depois de 28 fevereiro) e 95ª edições do Oscar (filmes do restante de 2021). Os filmes que serão considerados para a próxima edição do Oscar não serão afetados. O Oscar 2021 acontecerá em 25 de abril de 2021.

Conheça as normas de inclusão que estarão em efeito a partir do Oscar 2025 abaixo.

A. Representação em tela, temas ou narrativas

Para atingir a Norma A, o filme deve atender a UM dos seguintes critérios:

A1. Atores principais ou coadjuvantes importantes – Pelo menos um dos atores principais ou coadjuvantes significativos é de um grupo racial ou étnico sub-representado:

Asiática
Hispânico / latino
Negro / afro-americano
Indígena / Nativa americana / Nativa do Alasca
Oriente Médio / Norte da África
Havaiano nativo ou outro ilhéu do Pacífico
Outra raça ou etnia sub-representada

A2. Elenco de conjunto geral – Pelo menos 30% de todos os atores em papéis secundários e mais secundários são de pelo menos dois dos seguintes grupos sub-representados:

Mulheres
Grupo racial ou étnico
LGBTQ +
Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

A3. Enredo principal/assunto – O enredo principal, tema ou narrativa do filme é centrado em um grupo sub-representado:

Mulheres
Grupo racial ou étnico
LGBTQ +
Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

B. Liderança criativa e equipe do projeto

Para atingir a Norma B, o filme deve atender a UM dos critérios abaixo:

B1. Liderança criativa e chefes de departamento – Pelo menos duas das seguintes posições de liderança criativa e chefes de departamento – diretor de elenco, cineasta, compositor, figurinista, diretor, editor, cabeleireiro, maquiador, produtor, desenhista de produção, decorador de set, som, supervisor de efeitos visuais, escritor – são dos seguintes grupos sub-representados:

Mulheres
Grupo racial ou étnico
LGBTQ +
Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

Pelo menos uma dessas posições deve pertencer ao seguinte grupo racial ou étnico sub-representado:

Asiática
Hispânico / latino
Negro / afro-americano
Indígena / Nativa americana / Nativa do Alasca
Oriente Médio / Norte da África
Havaiano nativo ou outro ilhéu do Pacífico
Outra raça ou etnia sub-representada

B2. Outras funções-chave –  Pelo menos seis outros cargos de equipe e técnicos (excluindo assistentes de produção) são de um grupo racial ou étnico sub-representado. Essas posições incluem, mas não estão limitadas a Primeiro AD, Gaffer, Supervisor de Script, etc.

B3. Composição geral da equipe – Pelo menos 30% da equipe do filme pertence aos seguintes grupos sub-representados:

Mulheres
Grupo racial ou étnico
LGBTQ +
Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

C. Acesso à indústria e oportunidades

Para atingir a Norma C, o filme deve atender AMBOS os critérios abaixo:

C1. Aprendizagem remunerada e oportunidades de estágio – A distribuidora ou financiadora do filme pagou aprendizagens ou estágios que são dos seguintes grupos sub-representados e atendem aos critérios abaixo:

Mulheres
Grupo racial ou étnico
LGBTQ +
Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

Os principais estúdios/distribuidores são obrigados a ter aprendizagens/estágios remunerados e contínuos, incluindo grupos sub-representados (também deve incluir grupos raciais ou étnicos) na maioria dos seguintes departamentos: produção/desenvolvimento, produção física, pós-produção, música, efeitos visuais, aquisições, negócios, distribuição, marketing e publicidade.

Os mini-grandes estúdios/distribuidores independentes devem ter um mínimo de dois aprendizes/estagiários dos grupos sub-representados acima (pelo menos um de um grupo racial ou étnico sub-representado) em pelo menos um dos seguintes departamentos: produção/desenvolvimento, produção física, pós-produção, música, VFX, aquisições, negócios, distribuição, marketing e publicidade.

C2. Oportunidades de treinamento e desenvolvimento de habilidades (equipe) – A empresa de produção, distribuição e/ou financiamento do filme oferece treinamento e/ou oportunidades de trabalho para o desenvolvimento de habilidades abaixo da linha para pessoas dos seguintes grupos sub-representados:

Mulheres
Grupo racial ou étnico
LGBTQ +
Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

D. Desenvolvimento de audiência

Para atingir a Norma D, o filme deve atender aos critérios abaixo:

D1. Representação em marketing, publicidade e distribuição – O estúdio e/ou empresa cinematográfica tem vários executivos seniores internos dentre os seguintes grupos sub-representados (deve incluir indivíduos de grupos raciais ou étnicos sub-representados) em suas equipes de marketing, publicidade e/ou distribuição:

Mulheres
Asiática
Hispânico / latino
Negro / afro-americano
Indígena / Nativa americana / Nativa do Alasca
Oriente Médio / Norte da África
Havaiano nativo ou outro ilhéu do Pacífico
Outra raça ou etnia sub-representada
LGBTQ +
Pessoas com deficiências cognitivas ou físicas, ou surdas ou com deficiência auditiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *