Dois anos se passaram desde o lançamento de “Batman vs Superman: A Origem da Justiça”. O filme gerou muita polêmica, dividindo os fãs do universo da DC entre os que gostaram e os que odiaram o longa produzido pela Warner Bros. Independente desses julgamentos, o filme oferece muitas cenas que, com uma análise um pouco mais atenta, podem trazer elementos essenciais para a formação dos personagens apresentados pelo diretor Zack Snyder (“Liga da Justiça”).

Snyder tem usado bastante a rede social Vero, e foi lá que o diretor falou um pouco sobre uma dessas cenas cheias de significado. Nesse caso, ele explica a abertura do longa, na qual vemos o pequeno Bruce Wayne sendo resgatado por morcegos no interior de uma caverna. Veja abaixo a cena:

Eis o que o diretor falou sobre o texto narrado ao fundo, na voz de Ben Affleck, intérprete de Batman no longa:

“A ideia é de que no sonho, o homem justo, o homem bom, procura a justiça, mas que a busca da justiça o leva à escuridão e seu próprio código moral está em questão ou pode ser apenas uma construção de sua dor, então a mentira da luz se torna justiça = luz, Batman é o oposto”

O Batman que vemos nesse filme realmente corresponde com o clima construído na cena inicial. Nele vemos justamente que a busca por justiça leva o herói por um caminho oposto ao que se imagina, ao das trevas. Snyder parece indicar com a frase “a mentira da luz” que: Wayne justifica com a busca pela justiça todos os seus atos, mas sua moral talvez tenha sido construída sobre um forte desejo de vingança, que o conduz à uma realidade muito mais sombria que o esperado.

“Batman vs Superman” estreou em março de 2016, e apesar das críticas negativas, ainda arrecadou mais de $800 milhões de dólares mundialmente.

Segundo o site Omega Underground, tudo indica que o diretor David Leitch (“Deadpool 2”) de fato se juntará a equipe de “Hobbs e Shaw”, spin-off da franquia “Velozes e Furiosos”, e as filmagens do longa, marcadas para se iniciarem em 4 de setembro, estariam programadas para serem realizadas em Atlanta, na Inglaterra e no Havaí.

A trama do filme acompanhará Hobbs (Dwayne Johnson, de“Jumanji: Bem-Vindo à Selva”), agente do Serviço de Segurança Diplomático, e Shaw (Jason Statham, de“Os Mercenários 3″), um assassino que era um dos principais vilões na franquia, antes de ser redimido e se unir ao grupo dos anti-heróis. Se a direção de Leitch for confirmada, existem grandes chances de que ele se reúna novamente com Jonathan Sela, diretor de fotografia de “Atômica” e “Deadpool 2”.

A saga “Velozes e Furiosos” é a joia da coroa da Universal, uma vez que o estúdio já arrecadou mais de US$ 5 bilhões em bilheteria desde 2001, e por isso deve ser prolongada. Chris Morgan escreve o roteiro, fazendo sua sétima contribuição na franquia.

Universal estabeleceu a data de 26 de julho de 2019 para a estreia do filme.