Existem dias que estamos tristes, sem vontade de sair de casa e muitos problemas nos cercam de maneira tão profunda que só queremos ficar deitadinhos debaixo daquele aconchegante cobertor. A vida é dura (ninguém disse que era fácil), nossa rotina as vezes cansa, chegamos a um limite onde não sabemos ao certo a direção que devemos seguir. Mas, em vez de ficar deprimido (a), porque você não assiste a um filme que pode mudar o seu dia, sua semana, sua vida?

O escritor francês Romain Rolland já dizia: “A vida não é triste. Tem horas tristes.” Certos filmes nos fazem sonhar, nos fazem acreditar, nos tiram da realidade que em certos momentos pode ser muito dura. Produções de diversos países, inúmeros diretores , atores diversos produziram determinadas obras que podem ajudar você a sair desse desalento. Pensando nisso e pesquisando em nossa vasta memória cinéfila, resolvi criar uma lista de 10 filmes que possuem ingredientes mágicos que tiram qualquer pessoa da tristeza.

 

Topam o desafio? Vamos animar!? Abaixo nossa lista:

 

10. The Go-Getter (The Go-Getter, 2007)

T

Para começar nossa lista, um filme cult, indie, classificado em todas as peculiaridades e subgêneros que o cinema pode ter. The Go-Getter (sem tradução para o português) é um filme que poucos conhecem. Dirigido pelo cineasta Martin Hynes, a produção conta com uma das atrizes mais queridinhas do cinema norte-americano, Zooey Deschanel (Sua Alteza?). O filme é basicamente a história de Mercer White (Lou Taylor Pucci), um jovem de 19 anos que rouba um carro e sai em busca de seu meio irmão mais velho. Quando deixa a cidade um celular deixado dentro do carro toca e ele se acha falando com sua dona, Kate (Zooey Deschanel). Daí em diante, surpresas, amor e descobertas comandam o roteiro.

 

09. A Vida Começa aos 40 (Heartbreak Hotel, 2006)

a_vida_comeca_aos_40_2006_g
Nosso nono lugar vem das terras geladas da Suécia. A hilária comédia A Vida Começa aos 40 tinha tudo para ser uma cópia de todos os filmes fúteis Hollywoodiano. Porém, com duas atuações sensacionais e um roteiro ultramente envolvente, o filme acaba se tornando uma experiência maravilhosa. Na excelente história, conhecemos Elisabeth (Helena Bergström), que está se divorciando do marido Henrik (Johan Rabaeus) e tem uma grande discussão com a policial de trânsito Gudrun (Maria Lundqvist). Gudrun vive com a filha adolescente Liselotte (Erica Braun), que tenta convencer a mãe a sair da frente da TV, do ataque à geladeira e procurar viver a vida. Quando Gudrun se queixa de dores no estômago, Liselotte marca uma consulta com sua ginecologista. Que, no caso, é Elisabeth. Esse encontro vai mudar a vida delas e levar o espectador uma história onde a grande graça é recomeçar.

 

08. O Closet (Le Placard, 2000)

le_placard_2000_portrait_w858

Vem diretamente da terra de Truffaut o nosso oitavo lugar! Considerada uma das mais divertidas comédias do cinema francês, O Closet conta a história de François Pignon (Daniel Auteuil), um homem desprezado pelos colegas de trabalho, divorciado e com um filho que não gosta dele. Tudo muda em sua vida quando, à beira do desemprego, resolve ‘sair do armário’ de mentirinha transformando sua vida e a de todos os outros ao seu redor. O longa-metragem conta com a participação especial do grande ator Gérard Depardieu (As Aventuras de Pi).

 

07. Sideways – Entre Umas e Outras (Sideways, 2004)

sideays

Quem diria que uma grande bebedeira daria uma rica história? Vencedor do Oscar de melhor roteiro adaptado e dirigido pelo excelente diretor Alexander Payne (Nebraska), Sideways – Entre Umas e Outras é uma grande viagem de auto descobrimento de um homem de meia idade cheio de conflitos internos. Na trama, viajamos juntos com uma dupla de amigos, um homem fascinado por vinhos e seu melhor amigo que saem para uma viagem de uma semana, de despedida de solteiro, pelas vinícolas da Califórnia e acabam conhecendo duas mulheres que mudam suas vidas para sempre.

 

06. A Solidão dos Números Primos (La Solitudine Dei Numeri Primi, 2010)

La-solitudine-dei-numeri-primi-Luca-Marinelli-Alba-Rohrwacher-Isabella-Rossellini-Foto-dal-film-02_mid
Indicado ao Leão de Ouro no Festival de Veneza no ano de 2010, vem da Itália o nosso sexto lugar. A Solidão dos Números Primos não é um filme fácil de assistir mas se você conseguir entrar na história, será uma experiência revigorante. Alice (Alba Rohrwacher) e Mattia (Luca Marinelli) desde crianças, lidam com traumas que os tornam indivíduos singulares. Ao se encontrarem na adolescência, se reconhecem na dor um do outro e desenvolvem um forte laço. Eles crescem e, apesar de levarem vidas paralelas, seus destinos sempre se cruzam levando a um filme emocionante e surpreendente.

 

05. Os Amantes do Círculo Polar (Los Amantes Del Círculo Polar, 1998)

los-amantes-del-circulo-polar-original
Amor, destino, tragédias, natureza e o círculo da vida. Elementos jogados no liquidificador criativo do excelente diretor espanhol Julio Medem (7 Dias em Havana) , transformam Os Amantes do Círculo Polar em uma experiência rica para qualquer espectador. Na romântica história, somos apresentados a Ana (Najwa Nimri) e Otto (Fele Martínez), que se conhecem a partir de um ocasional encontro ao saírem da escola, quando tinham oito anos de idade, desde aquele momento começa a ser desenhado um círculo que se completa quando eles se reencontram muitos anos depois na Lapônia. Os elementos e o lirismo adotados pelo diretor transformam esse filme em uma experiência avassaladora. Esse é um daqueles filmes que jamais sairá de sua memória.

 

04. Gigantesco (Gigantic, 2008)

03gigantic_600
Protagonizado por uma das mais queridinha de Hollywood (Zooey Deschanel), Gigatesco conta a história de Brian Weathersby (Paul Dano), um tímido e atrapalhado vendedor de colchões que planeja adotar uma criança chinesa. Certo dia, ele se depara com uma bela jovem, que inusitadamente adormeceu em um dos seus colchões e por quem ele acaba se apaixonando. Com isso, o desejo anterior que ele tinha de adotar uma criança aumenta. O final é interpretativo e diz muito sobre os personagens.

 

03. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Le fabuleux destin d’Amélie Poulain, 2001)

A

Para sair da tristeza, Amélie é uma grande amiga para tal. Em um dos maiores clássicos dos últimos tempos do cinema francês, embarcamos em um mundo de fantasia e realidade comandado pela Srta. Poulain (Audrey Tautou). Na curiosa trama, Amelie Poulain muda-se para um novo lugar e lá encontra uma caixa escondida no banheiro de sua casa e assim decide procurar o antigo morador. Ao encontrar esse emocionado novo personagem e ver que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e adquire uma nova visão do mundo. A partir deste fato, passa a ajudar as pessoas que a rodeiam, vendo nisto um novo sentido para sua existência. Um filme lindo que merece estar na sua escrivaninha.

 

02. A Felicidade não se Compra (It’s a Wonderful Life, 1946)

a-felicidade-nao-se-compra-3

 

Para sair da tristeza, precisamos nos borbulhar em lágrimas de felicidade. Pensando assim, nosso segundo colocado é um dos clássicos do genial Frank Capra (Aconteceu Naquela Noite) e protagonizado pelo eterno James Stewart (Um Corpo que Cai). Em, A Felicidade não se Compra conhecemos um empresário que está a ponto de se suicidar quando um anjo o encontra com a missão de ajudar e mostrar para esse homem de negócios como seria o mundo sem ele. Uma história linda, natalina e que fará você acreditar cada vez mais na felicidade.

 

01. Peixe Grande e Suas Maravilhosas Histórias (Big Fish, 2003)

Tim-Burton-Big-Fish

Quem diria que depois de sombrios, frios, personagens caricatos e roteiros mirabolantes o eterno cabeludo despenteado Tim Burton (Sombras da Noite) nos brindaria com uma história cativante onde nunca sabemos se estamos na realidade ou na fantasia. Baseado no livro de Daniel Wallace (Big Fish: A Novel of Mythic Proportions), o filme conta a trajetória mágica de Ed Bloom (Albert Finney/Ewan Mcgregor), uma espécie de Forrest Gump dos tempos modernos. Quando jovem, Ed saiu de sua pequena cidade para realizar uma volta ao mundo cheia de descobertas. A diversão predileta de Ed, sempre foi contar sobre as aventuras que viveu neste período, mesclando realidade com fantasia. As histórias fascinam todos que as ouvem, menos seu filho Will (Billy Crudup). Quando Ed descobre estar perto da morte, sua mulher Sandra (Jessica Lange) faz de tudo para reconciliar pai e filho. O final do filme é algo que faz tão bem ao coração que só de lembrar, esse mero cinéfilo que vos escreve se emociona nessas linhas finais.

Esse filme não é o número um dessa lista por acaso, um livro de Burton que dei recentemente para um certo alguém me fez acreditar que sonhos na vida real também e ainda são possíveis. Sem medo, com saudade, amando, sonhando… isso e um pouquinho de cinema, sempre!

Espero que tenham gostado. Sugestões para os próximos artigos? Críticas sobre meus textos esquisitos? Rs. Mandem e-mail e/ou comentem no post. Saudações Cinéfilas!

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » https://goo.gl/mPcJ5c

O canal CBS fez decisões importantes, renovando grande parte de sua grade para a Fall Season 2018-19.

Dentre os renovados, estão ‘48 Hours‘, ‘60 Minutes‘, ‘The Amazing Race‘, ‘Blue Bloods‘, ‘Bull‘, ‘Hawaii Five-0‘, ‘MacGyver‘, ‘Madam Secretary‘, ‘NCIS: Los Angeles‘, ‘NCIS: New Orleans‘ e ‘Survivor‘.

Essas séries se juntam as já renovadas ‘The Big Bang Theory‘, ‘Mom‘, ‘NCIS‘, ‘SEAL Team‘, ‘SWAT‘ e ‘Young Sheldon‘.

No entanto, ainda há algumas séries cuja decisão ainda não foi anunciada: ‘Criminal Minds‘, ‘Life in Pieces‘ e a novata ‘Instinct‘. As três estão na bolha, mas a primeira tem mais chances de ser renovada.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » https://goo.gl/mPcJ5c

A Netflix encomendou uma nova série original, intitulada ‘The Order‘, focada em magia e fantasia.

“A série irá girar em torno do estudante Jack Morton, que se junta a uma lendária sociedade secreta, A Ordem, onde ele é empurrado para um mundo de mágica, monstros e intrigas. À medida que Jack vai mais fundo, ele descobre segredos de família sombrios e uma batalha oculta entre lobisomens e as artes mágicas sombrias. ‘The Order’ é descrita como uma jornada mágica e aterrorizante para descobrir o verdadeiro ‘eu’ de todos… e os monstros que se escondem por dentro.”

Jake Manley (‘Perseguição 3: Correndo Para a Morte‘) estrelará. Dennis Heaton e Shelley Eriksen são os criadores, e também os roteiristas da produção.

Sarah Grey (‘Legends of Tomorrow‘), Matt Frewer (‘Altered Carbon‘), Sam Trammell (‘True Blood‘) e Max Martini (‘Revenge‘) completam o elenco.

A 1ª temporada de ‘The Order‘ terá 10 episódios, e ainda não possui previsão de estreia.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » https://goo.gl/mPcJ5c

A Comic Con de San Diego é conhecida como o maior evento de cultura pop / nerd do mundo, e derivou seus “filhotes” através dos continentes, inclusive no Brasil, com Comic Con Experience. A feira de atrações, no entanto, acaba de ganhar um concorrente à altura – a CinemaCon.

Ainda relativamente desconhecida do grande público, a CinemaCon, realizada em Las Vegas, é a convenção da Associação Nacional Norte-Americana de Donos de Cinema, e começou como um showroom justamente para a divulgação e novidades sobre salas de cinema, tecnologia e todo tipo de informação pertinente para o futuro de tais templos da sétima arte.

É claro que neste meio tempo, os grandes estúdios viram potencial no grande encontro de distribuidores e indústria, assim como a imprensa, e resolveram investir em seus próprios painéis demonstrativos, no qual exibem as maiores novidades do ano e também do que virá a seguir. E desde 2011 tem sido assim, com quatro dias de evento para os maiores estúdios de cinema mostrarem suas grandes armas.

O CinePOP  esteve presente no ano passado, onde pôde conferir atrações gigantescas de 2017, como Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar e Transformers: O Último Cavaleiro, de antemão e voltará este ano para trazer muitas novidades para você. O CinePOP será pelo segundo ano consecutivo o único veículo brasileiro presente no evento.

Para te deixarmos a par do que ocorre na CinemaCon (este ano do dia 23 a 26 de abril), e para você acompanhar tudinho junto com nossa equipe, resolvemos formular essa nova lista, com o que os maiores estúdios deverão apresentar durante o evento. Portanto, se prepare, pois será um soco na cara atrás do outro.

Dia 23: Sony Pictures

Apenas uma palavra define a eterna Columbia Pictures (atual Sony) este ano: Venom. O primeiro derivado do Homem-Aranha no cinema pode ser maravilhoso ou um desastre completo. Com o herói aracnídeo agora em posse (através de parceria) da Marvel / Disney, cabe ao anti-herói carregar a tocha.

Muito pouco do filme que estreia em outubro foi divulgado até o momento, e é apenas natural que o estúdio queira presentear os fãs com novidades e prévias. Quem sabe até a presença de Tom Hardy e/ou Michelle Williams, os protagonistas.

Tudo bem que a atração principal não esteja mais na casa, mas a Sony é esperta o suficiente para não deixar a marca do herói totalmente de lado, sendo assim, além de Venom, 2018 trará também Homem-Aranha: No Aranhaverso, animação que tem Miles Morales como protagonista. Pouco foi mostrado sobre este também, então quem sabe queiram dar uma palinha.

Além destas duas superproduções, a Sony ainda guarda na manga a animação Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas, o terror Slender Man: Pesadelo Sem Rosto, o drama épico de sobrevivência Alfa e a sequência Sicário: Dia do Soldado.  Mas a possibilidade que mais empolga este que vos fala é a primeira prévia de A Garota na Teia de Aranha, com Claire Foy pegando o manto de Lisbeth Salander após Noomi Rapace e Rooney Mara. E talvez ainda possamos ter mais informações sobre a continuação do sucesso de prêmios deste ano, Me Chame Pelo Seu Nome. Qualquer uma dessas produções pode ser alvo de novidades da Sony no evento.

Dia 24: Disney e Warner

No segundo dia da CinemaCon é a hora da batalha suja. Tudo porque Disney e Warner são donas respectivamente dos direitos sobre as editoras Marvel e DC nos cinemas, o que para os nerds de plantão é quase uma disputa esportiva, política ou religiosa.

A Disney larga na frente e domina a parte da manhã. Nem é preciso dizer que o assunto será Vingadores: Guerra Infinita. No entanto, com a estreia poucos dias depois, é difícil acreditar que ainda exista coelho para sair desta cartola. Um presentão seria se o estúdio exibisse em primeira mão o blockbuster para os felizardos por lá presentes. Além disso, ainda no terreno Marvel, Homem-Formiga e a Vespa dá continuidade ao universo da casa de ideias no cinema e provavelmente marcarão presença no evento. Ou quem sabe ainda teremos novidades sobre o vindouro Vingadores 4, com lançamento programado para 2019. Ah sim, Capitã Marvel, alguém?…

No terreno das animações, Os Incríveis 2, da Pixar, está na mira para o lançamento. Mas o ano ainda reserva WiFi Ralph, continuação do igualmente querido Detona Ralph (2012) – sem a Pixar desta vez – com lançamento programado para o final do ano (2019 no Brasil).

Mudando para as produções em live-action, a sensação deve ser mesmo O Retorno de Mary Poppins, sequência muito tardia de uma das obras mais queridas e consagradas do estúdio, que deve aproveitar o timing do hype de Emily Blunt, recém-saída do sucesso de Um Lugar Silencioso, da Paramount. Antes disso, no entanto, 2018 traz a adaptação de O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos, que conta com o starpower de outra jovem britânica talentosa, Keira Knightley, além dos monstros Helen Mirren e Morgan Freeman.

Ah sim, não podemos nos despedir da Disney sem comentar sobre Han Solo: Uma História Star Wars, o produto da franquia para o ano, e que deverá ser grande foco na feira.

Já a Warner deve dar um gostinho de seu único lançamento em live-action com o selo da DC, Aquaman. Depois de certa decepção com Liga da Justiça, é importantíssimo para o estúdio criar boa impressão com as primeiras prévias do filme de James Wan, protagonizado por Jason Momoa, Willem Dafoe, Nicole Kidman e grande elenco. Apesar de ser o único lançamento da DC/Warner para o ano, o estúdio pode trazer novidades sobre seus próximos lançamento, como Shazam! ou Os Novos Deuses, dirigido por Ava DuVernay. O estúdio guarda ainda a animação Os Jovens Titãs em Ação no Cinema (que título longo) em parceria com a DC – que estreia este ano.

Fora do universo DC, o foco deverá ficar em outro universo bastante rico do estúdio, o do bruxinho Harry Potter, que traz a sequência do derivado Animais Fantásticos, com Os Crimes de Gindelwald. Falando em franquias, não podemos deixar de lado o filme mais girl power de 2018, Oito Mulheres e um Segredo, protagonizado por Sandra Bullock, Cate Blanchett, Anne Hathaway, Rihanna e grande elenco.

Na parte do terror, onde a Warner tem sido bem sucedida, o grande destaque deverá ser a divulgação de A Freira, segundo derivado da franquia Invocação do Mal, depois de Annabelle. O filme revelou recentemente um cartaz, e por enquanto foi só. Não seria muito legal se a CinemaCon trouxesse o primeiro trailer do longa? Fora isso, Megatubarão pode ganhar os holofotes durante o evento igualmente – o longa é protagonizado por Jason Statham (se The Rock pode ter um gorila gigante, porque Statham não pode ter um tubarão gigante?). A cereja no bolo, no entanto, seria se a Warner presenteasse com novidades sobre It: Parte 2, que já confirmou Jessica Chastain no elenco – e está em negociações com James McAvoy e Bill Hader.

Dia 25: Universal e Paramount

Dois grandes estúdios, e dois dos mais clássicos de Hollywood, mostram seus produtos no mesmo dia. Começando pela Universal, a palavra de ordem é Jurassic World: Reino Ameaçado. Com o lançamento na porta, bem que o estúdio podia quebrar essa para os fãs que comparecerem e exibir o longa (não custa sonhar).

Dwayne Johnson, ou The Rock para os íntimos, é uma máquina de fazer dinheiro e este parece ser o seu ano. O grandalhão já gerou rios de bilheteria para a Sony com Jumanji, está dominando com Rampage para a Warner, e chegou a hora de fazer sua mágica para a Universal com Arranha-Céu: Coragem Sem Limites, filme catástrofe nos moldes de Inferno na Torre (1974). Fora isso, o estúdio seria esperto em arrastar o gigante para o evento, já que Johnson anima até funeral.

No quesito terror, a Universal tem A Primeira Noite do Crime, quarto episódio da eficiente franquia atual, e um novo exemplar de Halloween, a clássica franquia com o primeiro maníaco mascarado da história. Ambos saem pela Blumhouse – subsidiária do estúdio. Além disso, temos também Mamma Mia: Lá Vamos Nós de Novo, continuação do musical de sucesso de 2008 – chegando exatamente dez anos depois. Como o tempo passa!

Duas pretensas franquias da Universal também pode dar as caras na CinemaCon: Máquinas Mortais, produzido por Peter Jackson – uma espécie de Mad Max ao cubo; e O Mistério do Relógio na Parede, que soa como episódio de Goosebumps e não por menos traz o mesmo Jack Black no elenco, mas quem segura mesmo o longa é a Oscarizada Cate Blanchett. Surpreendentemente, a direção é do carniceiro Eli Roth. Outra surpresa que a Universal pode oferecer ao público é a biografia First Man, sobre o astronauta Neil Armstrong. O filme é dirigido por Damien Chazelle,  protagonizado por Ryan Gosling e deve emplacar no próximo Oscar.

A Paramount entra depois, e chega à CinemaCon na crista da onda do sucesso de Um Lugar Silencioso, um dos filmes mais elogiados deste início de 2018. O estúdio pode aproveitar o hype, mas tem outras duas grandes produções para oferecer ao seu público. O primeiro é Missão: Impossível – Efeito Fallout, sexto filme da franquia de Tom Cruise, que como sempre promete um excelente entretenimento nos cinemas. Depois, no fim do ano, é a vez de uma incógnita. Bumblebee é o primeiro derivado da franquia Transformers, sai no fim do ano e ainda não mostrou nada. Quem sabe é a chance de darmos uma olhada no que nos espera?

Dia 26: Fox

O carro chefe da Fox este ano, antes da venda para a Disney, é Deadpool 2. O estúdio ainda teria mais dois longas do universo X, ambos adiados para 2019. De qualquer forma, a Fox poderia nos colocar a par de como andam X-Men: Fênix Negra e Novos Mutantes. Fora isso, a Fox reserva dois lançamentos que não sabemos bem o que esperar. O Predador é o reboot da franquia do alienígena assassino, pelas mãos de Shane Black. Ainda não tivemos muito divulgado, a não ser fotos. Já Alita: Anjo de Combate, projeto de James Cameron e Robert Rodriguez, teve seu trailer divulgado e pode trazer mais novidades no evento. Por falar em Cameron, não seria muito legal se o diretor usasse a feira para falar sobre Avatar 2, com estreia programada para 2020.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » https://goo.gl/mPcJ5c

Por essa ninguém esperava! Millie Bobby Brown, de Stranger Things está em negociações finais para viver a protagonista Jill Pole no próximo filme da franquia As Crônicas de Nárnia: A Cadeira de Prata, de acordo com o Comic Book.

O diretor Joe Johnston (Capitão América: o Primeiro Vingador’) confirmou em entrevista ao canal Clone Web, queThe Chronicles of Narnia: The Silver Chair’ servirá de reboot para ‘As Crônicas de Nárnia’. As filmagens começam no fim de 2018, na Nova Zelândia. Já a pré-produção deve ter início em julho:

“É um pouco mais sombrio do que os outros filmes de Nárnia, é o livro mais sombrio de todos, eu acho. É uma literatura clássica, acho que o trabalho de C.S. Lewis é incrível, mesmo sendo para crianças. Será divertido, eu também adoro a Nova Zelândia. Não quero que seja parecido com os outros filmes. Quero que o público olhe para o ‘Cadeira de Prata’ e pense ‘essa é uma visão totalmente nova de As Crônicas de Nárnia. Não quero nem referenciar os outros filmes. É como começar algo totalmente novo”

O lançamento está previsto para 2019.

Após oficializar ontem o reboot da franquia ‘As Crônicas de Nárnia‘, a Sony Pictures divulgou a sinopse do filme.

“60 anos após os acontecimentos de ‘As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada’, o rei Caspian já é um homem velho e com problemas de saúde, em breve morrerá. Dez anos atrás, sua esposa foi morta por uma serpente e o seu único filho, Rilian, desapareceu sem deixar rasto, deixando Nárnia sem um herdeiro. Muitos dos maiores heróis de Nárnia partiram em busca do príncipe, mas nunca voltaram. Aslan recrutou as crianças Jill e Eustáquio para encontrar o príncipe perdido. Através de perigos incontáveis e cavernas profundas e escuras, o nobre grupo de amigos percorrem a missão que os levará cara a cara com um mal muito mais bonito e mortal do que eles imaginavam”

O novo filme não terá ligação com os três anteriores, que haviam sido produzidos pela Walt Disney.

Joe Johnston será o diretor. Ele tem no currículo os filmes ‘Capitão América: O Primeiro Vingador‘ e ‘Jumanji‘.  O roteiro foi escrito por David Magee, indicado ao Oscar por ‘As Aventuras de Pi‘ e ‘Em Busca da Terra do Nunca‘.

Após este quarto livro, a história perde sua ordem cronológica. O quinto livro, ‘O Cavalo e seu Menino‘, narra acontecimentos que ocorrem no tempo descrito num parágrafo do livro ‘O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa‘, primeiro filme.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » https://goo.gl/mPcJ5c